Condições inseguras adiam liberação de soldados da ONU na Síria

A Organização das Nações Unidas preparou a libertação de 21 soldados mantidos reféns por rebeldes sírios no início desta semana, mas teve de cancelar a operação devido ao que determinou como condições inseguras, disse uma porta-voz das forças de paz da ONU nesta sexta-feira.

Reuters

08 de março de 2013 | 17h07

"Os arranjos foram feitos com todas as partes para a libertação dos 21 soldados de paz", disse a porta-voz.

"A Undof enviou uma equipe para o local, mas devido à hora tardia e à escuridão foi considerado inseguro continuar a operação. Esforços continuarão amanhã (sábado)".

A força de paz conhecida pela sigla Undof há quase quatro décadas monitora uma linha de cessar-fogo entre a Síria e as colinas do Golã, território sírio capturado por Israel na guerra de 1967.

(Reportagem de Louis Charbonneau)

Tudo o que sabemos sobre:
ONUSIRIAREFENS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.