Condoleezza Rice ameaça Iraque caso Saddam descumpra resolução

"O próximo descumprimento concreto de Saddam Hussein deveráter graves conseqüências. Acho que está muito claro o que issoquer dizer. O presidente americano não ocultouo fato de que tem intenção de recorrer ao uso da força se osiraquianos não cumprirem suas obrigações", disse hoje Condoleezza Rice, a Conselheira de Segurança Nacional dos Estados Unidos em entrevista ao canal de TV americano Fox News.Ela disse que a resolução do Conselho de Segurançada ONU terá "tolerância zero" nas inspeções do arsenaliraquiano. Em seguida, ponderou que Washington discutiria com seusparceiros, na ONU, antes de agir. "Qualquer ação militar,naturalmente, seria feita de uma maneira bem multilateral." Questionada sobre as verdadeiras intenções de Saddam emrelação à resolução, Condoleezza foi taxativa: "Eles não estãoaceitando a resolução. Estão apenas reconhecendo sua existência,porque não possuem direito de aceitar ou recusar", afirmou. Outro assessor de Bush, o secretário-geral da Casa Branca,Andrew Card, enfatizou em entrevista à emissora de NBC que osEUA "não necessitam de permissão da ONU para atacar o Iraque"."As Nações Unidas podem reunir-se e debater a questão, mas nósnão precisamos de sua autorização", afirmou. Em Londres, o chanceler britânico, Jack Straw, fez coro com aCasa Branca. "Está muito claro. Não há mais remédio do querecorrer à ação militar se Saddam Hussein não se comprometertotalmente com os termos da resolução."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.