Condoleezza Rice é a "destravadora" de Bush

O presidente George W. Bush tem um apelido para Condoleezza Rice, a mulher escolhida para substituir Colin Powell à frente do Departamento de Estado: "Destravadora". Bush aplicou o título a RIce, que atuou pelos últimos quatro anos como conselheira de Segurança Nacional, por acreditar que ela ajudou a "destravar" problemas no Iraque que estavam presos nas engrenagens do governo.Se o Senado americano aprovar o nome de Rice para secretária de Estado, sua tarefa será a de manter a diplomacia americana funcionando a contento pelo mundo. Desde que Bush tomou posse em 2001, Rice vinha se mantendo ocupada tentando impedir que Powell e o secretário de Defesa, Donald Rumsfeld, tivessem algum desentendimento sério; preparando uma política para o Norte da Ásia que leve a Coréia do Norte a se desarmar; ajudando o presidente a enfrentar a questão nuclear no Irã; e trabalhando no processo de paz para o Oriente Médio.A atuação de Rice - que é ex-administradora da Universidade Stanford, professora de Ciência Política e completou 50 anos neste sábado - tem seus críticos. Ela teria deixado muitas questões em aberto e não se esforçado o bastante para administrar as diferenças entre Powell, um moderado, e o mais conservador Rumsfeld.Rice é uma assessora de longa data tanto do atual presidente Bush quanto de seu pai. Ela trabalhou no Conselho de Segurança Nacional no governo de George H. Bush, pai do atual presidente. Quando o filho, George W. Bush, concorreu à presidência em 2000, foi Rice quem o instruiu em questões internacionais. Bush batizou uma parte de seu rancho no Texas "Colina Bálcãs", porque foi lá que Rice lhe deu uma aula sobre a história dessa região da Europa.Antes de assumir seu cargo como conselheira de Bush em 2001, Rice havia passado seis anos como administradora da Universidade Stanford, sendo a principal responsável pelo orçamento e pelos assuntos acadêmicos da instituição. Ela é especialista em política externa e de defesa da era soviética e da Europa Oriental.Colin Powell, que Rice deverá substituir, era visto como uma voz moderada na condução da política externa do governo americano. Rice é considerada mais linha-dura que Powell, e sua imagem no restante do mundo não se compara à de seu antecessor, que é mais popular no cenário mundial que o próprio presidente Bush.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.