Conferência chega a acordo para Protocolo de Kyoto

Negociadores de 178 nações chegaram nesta segunda-feira a um acordo para resgatar o Protocolo de Kyoto, assinado em 1997 e que regulamenta a emissão de gases que provocam o efeito-estufa e o aquecimento global. A negociação emperrava na questão de sanções aos países que não cumprirem o acordo. Detalhes sobre a negociação serão anunciados nas próximas horas, disse Michael Williams, porta-voz da Organização das Nações Unidas. O chefe dos negociadores da União Européia, Olivier Deleuze, prefere "um acordo imperfeito que está vivo do que ter outro que não existe". Deleuze se refere ao fato de o presidentedos Estados Unidos, George W. Bush, ter anunciado no começo deste ano que seu país não irá ratificar o Protocolo de Kyoto. Bush ainda criticou o tratado, dizendo que o acordo firmado em 1997 estava "condenado ao fracasso". Outro proeminente negociador, o neozelandês Peter Hodgson, disse que todas as partes aceitaram um compromisso. Assim, abre-se o caminho para que os países continuem o processo de ratificação do Protocolo de Kyoto, que, segundo estimativas, pode entrar em vigor em 2002.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.