Confiança do consumidor despenca nos EUA

O Índice de Confiança do Consumidor americano despencou em fevereiro, em meio a temores em relação às condições do mercado de trabalho e as perspectivas de poucas mudanças a curto prazo. O instituto de pesquisa econômica Conference Board anunciou hoje que o índice de confiança passou dos 96,4 pontos de janeiro a 87,3 pontos em fevereiro."Os consumidores começaram o ano com uma nota positiva, mas o otimismo deu passagem à precaução", explicou a diretora do Conference Board, Lynn Franco. Os consumidores continuam "desanimados com as condições atuais da economia e no centro de seu desânimo está o mercado de trabalho".Embora tenham sido produzidos novos postos de trabalho nos últimos meses, o ritmo de criação de empregos continua sendo muito tímido para criar uma percepção positiva sustentável entre os consumidores. Além disso, as perspectivas que a situação se manterá sem mudanças nos próximos meses faz com que sua visão a curto prazo seja menos otimista.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.