JEWEL SAMAD/AFP
JEWEL SAMAD/AFP

Confiança na liderança dos Estados Unidos sofre queda com Trump

Estudo feito pelo Gallup em 134 países mostra que índice de confiança nos EUA atingiu menor patamar em uma década

Claudia Trevisan, Correspondente / Washington, O Estado de S.Paulo

20 Janeiro 2018 | 05h00

Não é apenas entre os americanos que a aprovação de Donald Trump é baixa. Sob seu comando, a confiança do mundo na liderança dos EUA atingiu o mais baixo patamar em levantamento que o Gallup realiza em 134 países há uma década: 30%, abaixo dos 31% da China. Com 41%, a Alemanha é o país com maior aprovação. 

+ Retórica explosiva e rejeição inédita marcam 1º ano de Trump no governo

O patamar de Trump é inferior aos 34% registrados no último ano do governo George W. Bush, o presidente que invadiu o Afeganistão e o Iraque.

“A imagem dos EUA certamente sofreu com Trump, que dá declarações negativas sobre aliados, desautoriza seus secretários no Twitter e cria confusão sobre quem é responsável pela política externa e quais as suas diretrizes”, afirmou Melvyn Levitsky, professor de relações internacionais da Universidade de Michigan que foi embaixador dos EUA no Brasil.

+ The Economist: O governo de Trump é tão ruim como se pinta?

O professor também mencionou como fonte de desgaste a decisão de Trump de retirar os EUA da Parceria Trans-Pacífico (TPP), o acordo comercial negociado pelo ex-presidente Barack Obama para fortalecer a presença americana na Ásia e isolar a China. 

+ Análise: A Casa Branca acelera o declínio da democracia global

“A redução de recursos para a ONU mostrou ainda a falta de comprometimento do país mais rico do mundo com as questões internacionais”, observou Levitsky. Apesar das críticas, ele disse que não considera tão ruim a política de Trump para a Coreia do Norte. O presidente adotou uma retórica agressiva em relação ao ditador Kim Jong-un e ameaçou “destruir totalmente” o país, caso fosse necessário.

Com seus ataques quase diários à imprensa e elogios a líderes como o filipino Rodrigo Duterte e o turco Recep Tayyip Erdogan, Trump também fortaleceu a posição de líderes autoritários que tentam silenciar jornalistas e opositores. 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.