Confirmada eleição presidencial na Argentina para 27 de abril

A juíza federal argentina Maria Servini de Cubria decidiu que a eleição presidencial deverá ser no dia 27 de abril, como planejado. Isso fortalece a perspectiva de que o Partido Justicialista (peronista) apresente três candidatos. A data havia sido marcada pelo presidente Eduardo Duhalde e vinha sendo contestada por outras alas do peronismo.A juíza Servini ainda não decidiu se o Partido Justicialista terá de realizar uma primária, defendida pelo ex-presidente Carlos Menem, também peronista. Duhalde é contrário à realização de uma primária para a escolha do candidato peronista. Além de Menem, o peronismo tem como candidatos Nestor Kirchner (que tem o apoio de Duhalde) e o ex-presidente Adolfo Rodriguez Saa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.