Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Confirmadas 40 mortes em queda de avião na China

A imprensa oficial chinesa confirmou nesta segunda-feira a morte de 40 passageiros na queda de um avião militar chinês no dia 3 de junho. Embora só tenham sido encontrados cinco corpos até agora, o jornal oficial Diário do Povo e a agência estatal de notícias Xinhua asseguraram que ninguém sobreviveu ao acidente, ocorrido nas imediações da localidade de Yaocun, na província de Anhui, no leste do país. O presidente da China, Hu Jintao, enviou suas condolências aos familiares das vítimas e afirmou que "a mãe pátria e o povo nunca esquecerão os heróicos nomes (das vítimas) e seus méritos". Hu também assegurou em sua mensagem pública que os mortos "fizeram importantes contribuições à defesa nacional e à modernização do Exército". Devido à natureza militar do incidente, muitos detalhes não foram revelados pela imprensa oficial, como o lugar exato do acidente e aidentidade das vítimas. As primeiras notícias sobre o acidente asseguravam que "outraspessoas" viajavam no avião, além dos 40 militares, mas em notícias posteriores não se voltou a falar de mais passageiros no aparelho. A Força Aérea chinesa informou que o avião estava em uma "missão militar". Em maio de 2003, um acidente com um submarino da Marinha chinesa, no qual 70 pessoas morreram, só foi revelado duas semanas mais tarde. Até hoje não se conhecem detalhes do incidente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.