Confirmado seqüestro de dois búlgaros no Iraque

O ministério de Relações Exteriores da Bulgária informou nesta sexta-feira que dois cidadãos do país estão sendo mantidos reféns no Iraque. Em um vídeo exibido pela TV árabe Al-Jazeera, o militante terrorista Abu Musab al-Zarkawi ameaçou matar os búlgaros seqüestrados se o exército dos EUA não liberasse todos os seus presos no Iraque no prazo de 24 horas.Os reféns foram identificados como Ivaylo Kepov e Georgi Lazov, motoristas de caminhão de uma empresa privada que estavam desaparecidos desde 28 de junho. O governo da Bulgária informou que fará o que for possível para defender seus cidadãos, mas não deixará de apoiar as tropas da coalizão encabeçada pelos EUA nem retirará seus soldados do Iraque.A Bulgária enviou 400 soldados para o Iraque. Cinco deles morreram em dezembro, em um atentado suicida, e um sexto foi morto em abril, durante confronto com rebeldes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.