Conflito deixa pelo menos 31 mortos em prisão salvadorenha

Pelo menos 31 detentos morreram e outros 28 ficaram feridos durante um conflito entre dois bandos na principal penitenciária da capital salvadorenha, informa a polícia. Segundo o subdiretor da Polícia Nacional Civil (PNC), comissário Pedro González, trata-se de "uma batalha campal entre os internos chamados na prisão de civis (presos comuns) e os que fazem parte do conhecido Bando 18". González descartou uma possível fuga de presos. As forças especiais da polícia cercaram toda a área da prisão para evitar fugas, ao mesmo tempo em que várias ambulâncias entravam e saíam do local. A penitenciária La Esperanza, conhecida como o cárcere de Mariona, tem capacidade para 800 detentos, mas abriga 3.194, segundo dados oficiais da direção central do sistema penitenciário de El Salvador.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.