Conflito entre Argentina e Uruguai deve ir para o Tribunal de Haia

O Senado argentino aprovou, por unanimidade, na quarta-feira, projeto de lei do presidente Nestor Kirchner pedindo apoio para apelar ao Tribunal Internacional de Haia contra a construção de duas fábricas de pasta de celulose na cidade uruguaia de Fray Bentos, às margens do rio Uruguai. O texto será votado nesta quinta-feira pela Câmara dos Deputados, onde a expectativa é que o governo receba nova aprovação e possa concretizar a iniciativa. Pouco antes do resultado no Senado argentino, o governo do presidente do Uruguai, Tabaré Vázquez, enviou um comunicado ao embaixador argentino na Associação Latino-Americana de Desenvolvimento e Integração(Aladi), Juan Carlos Olima, pedindo a interferência do Mercosul para a abertura do tráfego em duas das principias estradas internacionais do país. Ao mesmo tempo, Vázquez mandou uma missão oficial de assessores a Washington, como divulgou a imprensa dos dois países, para conversar com o secretário-geral da OEA (Organização dos Estados Americanos), José Miguel Insulza, a quem pediria ajuda para "o livre trânsito de pessoas".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.