Conflito no Nepal deixa 12 policiais e 15 rebeldes mortos

Rebeldes maoístas atacaram um campo de treinamento da polícia no oeste do Nepal, mataram 12 policiais e feriram outros 11. O ataque ocorreu por volta de meia-noite (hora local) e o conflito durou até o amanhecer do dia, quando o reforço policial chegou de helicóptero e os rebeldes se embrenharam na selva. Não se sabe ao certo quantos rebeldes foram mortos, mas a polícia já encontrou os corpos de 15 deles nas redondezas.É o segundo ataque à polícia desde sexta-feira, quando 35 rebeldes morreram. Cerca de 400 pessoas foram mortas desde agosto, quando os rebeldes - que se dizem inspirados pelo líder revolucionário chinês Mao Zedong - quebraram um cessar-fogo de sete meses. Desde 1996 eles lutam para derrubar a monarquia do Nepal e estabelecer um estado comunista.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.