Conflito pode acabar em uma semana, diz consultoria dos EUA

Devido ao esmagador poderio militar dos Estados Unidos e do Reino Unido, aliado com a reduzida capacidade militar do Iraque, a guerra poderá acabar em mais ou menos uma semana, de acordo com Jakovos Kypri, analista-sênior do Eurasia Group, consultoria especializada em risco político global. "O nosso cenário é de que a guerra terá uma duração de 1 a 3 semanas, mas o meu sentimento é de que o fim do conflito poderá acontecer em aproximadamente uma semana uma vez que a superiodade militar norte-americana é indiscutível e a estratégia é de uma ofensiva esmagadora", disse Kypri em entrevista à Agência Estado. Segundo ele, desde a guerra do Golfo, em 1991, a capacidade militar dos Estados Unidos aumentou de quatro a cinco vezes, enquanto as forças iraquianas (estruturas de comando e controle, além do número das suas tropas) estão bem mais enfraquecidas do que no primeiro conflito há mais de dez anos. "É um conflito radicalmente assimétrico em termos de poderio militar", acrescentou. De acordo com Kypri, há informações que dão conta de que, nos primeiros dois dias da ofensiva militar, o número de bombas a serem lançadas sobre Bagdá será maior do que em toda a guerra do Golfo. "É um ataque esmagador a que (secretário de Estado norte-americano) Colin Powell se referiu", disse. Três grandes objetivosO cenário de vitória em cerca de uma semana traçado pelo analista do Eurasia Group Jakovos Kypri refere-se ao objetivo de desarmar o Iraque, com as tropas norte-americanas de neutralizando e eliminando os centros de comando das tropas iraquianas em Bagdá. "Poderemos dizer que a guerra acabou assim que as linhas de comando e controle de Saddam Hussein para as suas tropas forem cortadas, ou seja, quando as suas ordens não puderem mais ser transmitidas de Bagdá. E isso poderá ser feito em uma semana", disse. Segundo Kypri, há três grandes objetivos da campanha militar norte-americana: desarmar completamente o Iraque, derrubar Saddam Hussein e promover uma mudança de regime. Se formos levar em contar os objetivos de encontrar Saddam e instituir mudança de regime, então o prazo de vitória deverá ser um pouco mais longo", explicou. Segundo ele, deverá levar de três a quatro dias para que as tropas em terras norte-americanas alcancem a capital iraquiana. "As operações de combate devem se intensificar nos próximos quatro a seis dias", observou. Kypri se disse surpreso com o início da guerra anunciado ontem à noite. "Relatórios da CIA dando conta de um alvo específico onde o comando do exército iraquiano teria pernoitado aceleraram a decisão de iniciar os ataques. O consenso dos analistas era de que o conflito somente começaria hoje a tarde ou início da noite (no fuso horário dos Estados Unidos)", disse o analista. Veja o especial :

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.