Conflitos deixam 5 mortos na Jordânia

Pelo menos cinco pessoas morreram numa operação do Exército jordaniano em Maã, no sul do país, contra um grupo islâmico acusado de assassinar um diplomata norte-americano, há alguns dias. Uma fonte do hospital de Maã informou à Ansa que um homem internado ontem, com tiros na cabeça e no abdome, morreu na tarde de hoje. A fonte negou-se a informar se a vítima era militar ou civil.Entre as vítimas está um oficial do Exército, informou hoje pela manhã o ministro de Interior, Qaftan Majali. Segundo ele, a operação militar ainda está em andamento e tanques bloqueiam as vias de acesso à cidade, situada 200 quilômetros ao sul da capital Amã.Mohammad Adwan, porta-voz do governo da Jordânia, informou hoje que "dezenas" de suspeitos, entre eles egípcios e iraquianos, foram detidos durante a operação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.