Conflitos deixam eleição inconclusiva na Tailândia

Grupos contrários e favoráveis às eleições na Tailândia entraram em confronto em frente a alguns locais de votação neste domingo, em cenas que refletem o pleito que deixou o país ainda mais dividido.

AE, Agência Estado

02 de fevereiro de 2014 | 14h24

Impedidos de votar, muitos eleitores levantaram seus títulos para simbolizar o direito de escolher seus líderes e afirmaram que suas vozes foram silenciadas.

O impasse é um dos desafios enfrentadao pela primeira-ministra do país, Yingluck Shinawatra. Apesar de a eleição ter ocorrido normalmente na maior parte do país, manifestantes determinados a tirá-la do poder foram capazes de prejudicar o pleito em partes da capital tailandesa e em outros locais. Dessa forma, a eleição acabou incompleta e deixou o futuro do país incerto.

Os dois lados do confronto gritavam insultos e os manifestantes contrários à eleição jogaram garrafas de água e outros objetos, enquanto a polícia tentou, sem sucesso, intervir. Esses manifestantes acabaram entrando em seus carros e abandonando o local quando se deram por satisfeitos de que a votação não continuaria.

Os eleitores então protestaram e pediram respeito ao voto, enquanto mostravam os títulos de eleitor. "Queremos votar hoje!", muitos gritaram. A multidão, porém, foi impedida de votar. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Tailândiaeleições

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.