Conflitos matam seis talebans e dois soldados no Afeganistão

A coalizão liderada pelos EUA e tropas afegãs confrontaram-se com militantes talebans no sul do país e iniciaram um ataque aéreo que deixou quatro militantes mortos, informou a coalizão nesta terça-feira, 10.Os militantes atacaram as tropas na segunda-feira no distrito de Sangin, segundo informe das tropas. Os soldados pediram por um ataque aéreo em um complexo usado por militantes. "Assim que os taleban começaram a fugir, os aviões mataram quatro militantes que tentavam escapar", disse a coalizão.Em Kandahar, mais dois militantes morreram em confronto com a polícia na fronteira ainda nesta terça-feira. Um policial se feriu.Na província de Zabul, mais integrantes da facção atacaram um combio afegão de armas com lança-mísseis, deixando dois soldados mortos e ferindo 14, disseram autoridades. Os feridos foram levados para uma base da Otan.ONU faz pressãoO secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, pediu nesta terça-feira que o governo do Afeganistão e a comunidade internacional redobrem os esforços para garantir a segurança no país, após repudiar a violência dos últimos dias.Em comunicado lido pela porta-voz Marie Okabe, Ban expressou sua preocupação com a insegurança no sul e no sudeste do Afeganistão, como mostram os violentos incidentes ocorridos neste fim de semana.Além disso, condenou o assassinato do jornalista Ajmal Naqshbandi, seqüestrado pelo Taleban na província de Helmand em 5 de março, e o ataque com explosivos que no domingo matou seis soldados canadenses da Isaf em Kandahar.Ban também referiu-se ao assassinato de nove civis, entre eles cinco crianças, em um atentado suicida na província de Laghman em 1º de abril.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.