Conflitos no Sri Lanka deixam pelo menos 31 rebeldes mortos

Rebeldes são da guerrilha dos Tigres de Libertação da Pátria Tâmil; dois soldados cingaleses ficaram feridos

Efe,

23 de fevereiro de 2008 | 17h40

Pelo menos 31 rebeldes tâmeis morreram nas últimas 24 horas em conflitos com o Exército do Sri Lanka em diferentes pontos do norte do país, informou neste sábado, 23, o Ministério de Defesa cingalês.   No distrito de Vavuniya, 17 membros da guerrilha dos Tigres de Libertação da Pátria Tâmil (LTTE) perderam a vida em ofensivas lançadas pelas tropas cingalesas.   Outros quatro guerrilheiros morreram em combates travados no distrito de Mannar, também no norte da ilha.   Nas zonas de Jaffna e Welioya, dez membros do LTTE morreram em lutas armadas com o Exército. Segundo a fonte, dois soldados cingaleses sofreram ferimentos durante os choques.   Também neste sábado, 18 pessoas ficaram feridas por causa da explosão de uma bomba em um ônibus de passageiros, próximo a Colombo.

Tudo o que sabemos sobre:
conflitosferidosrebeldes

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.