Rehan Khan/Efe
Rehan Khan/Efe

Confronto armado deixa 20 rebeldes e quatro soldados mortos no Paquistão

Enfrentamento ocorreu em um posto militar próximo à fronteira com o Afeganistão

EFE,

05 de junho de 2012 | 05h56

ISLAMABAD - Pelo menos 20 rebeldes e quatro soldados paquistaneses morreram nesta terça-feira, 5, em um confronto armado ocorrido em um posto militar situado no noroeste do Paquistão, próximo da fronteira com o Afeganistão. O enfrentamento aconteceu após o ataque de um grupo de insurgentes ao posto fronteiriço de Salala, na conflituosa região tribal de Mohmand, segundo um responsável militar do Exército paquistanês nessa zona.

 

Outro porta-voz do Exército do Paquistão, Muhammad Ali Diyal, confirmou que o combate ocorreu durante a madrugada desta terça-feira, mas não deu maiores detalhes. O posto de Salala foi bombardeado por helicópteros da Otan em novembro passado, ação na qual morreram 24 soldados paquistaneses, o que suscitou represálias de Islamabad. Entre as medidas tomadas pelo Paquistão está o fechamento de suas rotas terrestres à passagem de provisões para as tropas aliadas desdobradas no Afeganistão, um veto que ainda está vigente, apesar da aproximação entre ambas as partes nas últimas semanas.

 

As autoridades do Paquistão exigiram, entre outras coisas, que a Otan e os Estados Unidos se desculpem publicamente pela morte dos militares, um gesto que até agora não aconteceu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.