Confronto com a polícia deixa 400 ativistas feridos em Bangladesh

Pelo menos 400 ativistas da oposição de Bangladesh ficaram feridos nesta quinta-feira em confrontos com a polícia durante um protesto para exigir do governo a reforma do processo e da comissão eleitoral, informou a agência indiana PTI. O protesto foi organizado pelo principal grupo de oposição, a Liga Awami, e seus 13 partidos aliados. Eles acusam o governo de influenciar a comissão eleitoral do país para vencer as próximas eleições gerais, em janeiro de 2007. A oposição exige a renúncia de três dos cinco membros da comissão e da primeira-ministra Khaleda Zia, a quem acusam de não ser capaz de agir contra a criminalidade e a corrupção no país. Os incidentes começaram quando um grupo de ativistas da oposição, que protestava em frente ao Secretariado do governo, atravessou a barreira colocada pelas autoridades. Cerca de 8 mil agentes das forças de segurança estão em estado de alerta para controlar os protestos. As autoridades tinham proibido qualquer manifestação perto do Secretariado do governo durante 24 horas, medida que os ativistas da Liga Awami não respeitaram.

Agencia Estado,

30 Março 2006 | 12h36

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.