Confronto com Farc deixa 9 militares mortos na Colômbia

Pelo menos nove militares morreram e outros quatro ficaram feridos em enfrentamentos com guerrilheiros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) no sudoeste do país. A informação foi divulgada hoje por fontes do Exército. Os combates ocorreram na noite de ontem, em uma zona montanhosa do município de Corinto, no departamento (Estado) de Cauca, 300 quilômetros a sudoeste de Bogotá, segundo o governador Guillermo Alberto González.

AE-AP, Agencia Estado

10 Novembro 2009 | 14h50

Os enfrentamentos foram com unidades das Farc, e os cadáveres dos militares já foram resgatados, acrescentou o governador. Na véspera, González, autoridades militares e policiais se reuniram em Popayán, capital de Cauca, para analisar a possibilidade de enviar um batalhão para a área, por causa de incursões eventuais de unidades rebeldes.

O coronel Luis Danilo Murcia, comandante da Brigada 29, que opera na área, disse que os mortos eram um cabo e oito soldados. Os feridos, ao menos quatro, não corriam risco de vida. Eles foram levados para a cidade de Cali, no vizinho departamento de Valle del Cauca, explicou o coronel por telefone.

"Sabemos que há baixas" entre os guerrilheiros, afirmou Murcia, sem indicar quantas seriam. Ele informou que há entre 350 e 400 militares atuando na zona do confronto. O Ministério da Defesa informa que, entre janeiro e 18 de outubro, morreram 254 militares e 135 policiais no país. No mesmo período de 2008, foram mortos 247 militares e 97 policiais.

Mais conteúdo sobre:
Colômbia Farc militares confronto mortes

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.