Confronto deixa 16 mortos

Um ataque de um grupo armado contra militares mexicanos deixou, na quarta-feira, 16 mortos na cidade de San Miguel Totolapan, no Estado de Guerrero, no sul do México. O atentado ocorreu um dia antes da chegada do presidente americano, Barack Obama, que está no país para discutir projetos de cooperação no combate ao crime organizado e ao narcotráfico.Segundo informações divulgadas ontem pela Secretaria de Defesa Nacional do governo mexicano, um comboio de homens armados atacou um batalhão de infantaria que passava pela cidade, matando um soldado e deixando outro ferido. No enfrentamento, 15 traficantes morreram.Com o grupo, os militares apreenderam duas metralhadoras .50, capazes de perfurar veículos blindados, 17 armas de diferentes calibres e oito granadas, além de grande quantidade de munição.Também ontem, a polícia disse ter encontrado três cadáveres com sinais de tortura, no porta-malas de um carro abandonado em uma estrada do litoral. Outros dois cadáveres - supostamente de militares que haviam sido sequestrados - foram encontrados na fronteira do México com a Guatemala. Desde o início da ofensiva contra os cartéis mexicanos, 10.670 pessoas morreram, sendo que 10% das vítimas são policiais ou membros das Forças Armadas.AP

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.