Confronto durante parada gay na Ucrânia deixa feridos

Cerca de 300 pessoas participaram da marcha; segundo agência, cinco policiais ficaram feridos durante a confusão

Estadão Conteúdo

06 de junho de 2015 | 11h25

Cinco policiais ficaram feridos no confronto durante uma marcha pelos direitos dos homossexuais realizada na capital da Ucrânia, Kiev, durante a qual opositores atiraram bombas de gás lacrimogêneo, segundo a agência de notícias Interfax. Outras fontes afirmam que quatro dos cerca de 300 manifestantes também se machucaram.

A marcha ocorreu na manhã de sábado. Policiais formaram um cordão de isolamento para manter os manifestantes e opositores distantes. Um grupo de radicais ultranacionalistas jogou bombas de fumaça e alguns tentaram romper o isolamento. Participantes da Parada Gay também foram atacados após a marcha se dispersar.

Como em outras partes da antiga União Soviética, a animosidade contra os homossexuais

Persiste na Ucrânia. As tensões aumentaram no país, com reivindicações dos ultranacionalistas de que a relação política do governo com o Ocidente irá promover o casamento gay.

Fonte: Associated Press

Tudo o que sabemos sobre:
UcrâniaParada Gayconfronto

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.