Confronto em Belfast deixa 14 feridos

Treze policiais foram feridos e uma mulher foi baleada na perna na noite desta quinta-feira depois de terem entrado em choque com protestantes em uma rua de Belfast, capital da Irlanda do Norte.No segundo dia consecutivo de confrontos, os protestantes atacaram os policiais com bombas de gasolina, fogos de artifício, tijolos e pedras. A polícia respondeu aos ataques com balas de borracha. Segundo os policiais, os protestantes ainda roubaram e queimaram três veículos, em um confronto que durou mais de três horas. Um homem disparou 30 balas contra os policiais, ferindo uma mulher. Ainda não está claro se os policiais foram feridos pelos disparos. Assim como na noite de ontem, a polícia tentou evitar que os protestantes marchassem contra lares católicas no bairro de Ardoyne, ponto de confrontos entre os dois grupos desde junho.O comandante da polícia, Ronnie Flanagan, que é formada em sua maioria por protestantes, pediu para que os militantes desistam do protesto ante que alguém morra. "A violência é loucura", disse Flanagan. "As pessoas precisam entender que essas situações só podem ter um resultado - a perda de vidas."Segundo Flanagan, os ataques foram provocadas pelo grupo protestante Associação de Defesa do Ulster (UDA, em inglês), que deveria obedecer a um cessar-fogo, como foi estabelecido no Acordo De Paz da Sexta-Feira Santa, assinado em 1998. Políticos católicos vêm pedindo há meses para que a Inglaterra, que supervisiona o acordo de paz, considere o cessar-fogo da UDA encerrado. Caso isso aconteça, vários militantes da UDA, que foram liberados sob custódia, podem ser presos de novo, assim como aconteceu com outros dois líderes da associação.A Inglaterra, por sua vez, diz que repressões à UDA só vão piorar os ataques contra a polícia e os civis católicos, que já foram atacados com bombas mais de 200 vezes só neste ano. Flanagan lembrou que alguns comandantes da UDA não têm controle sobre os integrantes da associação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.