Confronto em Darfur mata um capacete azul, diz ONU

Soldados são emboscados por homens armados no Sudão; Nações Unidas afirmam que 23 foram feridos

Associated Press e Efe,

09 de julho de 2008 | 10h05

Uma porta-voz das Nações Unidas afirmou nesta quarta-feira, 9, que um capacete azul da força conjunta da ONU e da União Africana foi morto em Darfur. A mesma fonte apontou que 23 outros soldados desse grupo foram feridos em uma emboscada, ocorrida na região oeste do Sudão. Veja também:Ouça o relato do jornalista Jamil Chade A agência de notícias oficial do Sudão relatou anteriormente que cinco capacetes azuis haviam sido mortos. A porta-voz da ONU, Sherene Zorba, garantiu que essa versão era incorreta. O confronto que matou o soldado ocorreu na terça-feira, no norte de Darfur. Segundo Sherene, seis dos feridos estão em estado grave e há ainda seis desaparecidos. Atualmente, a força internacional em Darfur conta com cerca de 9 mil efetivos na zona, dos 26 mil que está previsto que sejam mobilizados, segundo o mandato do Conselho de Segurança da ONU.  Matéria atualizada às 12h20.

Tudo o que sabemos sobre:
SudãoDarfur

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.