Confronto em prisão mexicana deixa 17 mortos

Pelo menos 17 presidiários foram mortos em um confronto entre detentos em um presídio em Ciudad Juárez, na fronteira mexicana com os Estados Unidos. O porta-voz da Prefeitura de Ciudad Juárez, Manuel del Castillo, informou que o confronto começou na noite de segunda-feira, quando alguns detentos entraram em uma área de segurança com o objetivo de agredir outros presos.

AE, Agência Estado

26 de julho de 2011 | 14h48

Segundo ele, entre os presos mortos estão réus que enfrentavam processos por homicídio, extorsão, sequestro e roubo. Um dos detentos mortos era uma mulher.

O porta-voz da procuradoria do Estado de Chihuahua, Carlos González, afirmou que os presos tinham armas de fogo e a polícia agora investiga como elas entraram no presídio.

O porta-voz da prisão, Héctor Conde, disse inicialmente que os réus tentaram fugir, embora Castillo tenha dito que nenhum fugiu. As autoridades disseram que agentes das polícias estadual e federal mexicana, junto a militares, retomaram o controle do presídio na madrugada desta terça-feira.

As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
MéxicoViolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.