Confronto em região tribal do Paquistão deixa ao menos 33 mortos

Militantes atacaram uma base militar no topo de uma colina na instável região noroeste do Paquistão nesta sexta-feira, num confronto que pelo menos 33 pessoas morreram, afirmou um oficial de segurança.

IBRAHIM SHINWARI, REUTERS

02 de março de 2012 | 08h14

Pelo menos 10 soldados paquistaneses e 23 militantes foram mortos no confronto no remoto vale Tirah, na região de Bara, em Khyber, perto da fronteira com o Afeganistão.

"Dezenas de militantes atacaram três postos de segurança recentemente estabelecidos. Isto levou a batalhas violentas", afirmou um oficial militar à Reuters, que pediu anonimato pois não estava autorizado a falar com a mídia.

Os eventos não puderam ser verificados de forma independente, e militantes comumente contestam os números oficiais.

A insurgência é liderada pelo Taliban Paquistanês, formalmente conhecido como Tehrik-e-Taliban Pakistan, que tem uma facção ativa em Khyber.

A região é uma das sete áreas tribais Pashtun ao longo da fronteira, que nunca esteve sob total controle do Estado.

Khyber é uma das principais rotas para o Afeganistão para transporte de abastecimento terrestre das tropas da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) lideradas pelos Estados Unidos, suspensa pelo Paquistão após um confronto na fronteira em novembro do ano passado que deixou 24 soldados paquistaneses mortos.

(Reportagem adicional de Jibran Ahmad, em Peshawar,e Saud Mehsud, em Dera Ismail Khan)

Tudo o que sabemos sobre:
PAQUISTAOCONFRONTOMORTOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.