AFP Photo/Ronaldo Schemidt
AFP Photo/Ronaldo Schemidt

Confronto entre Exército e grupo armado deixa 11 mortos na Venezuela

Caso ocorreu no sul do país e será investigado pelo Ministério Público e pela polícia científica local

O Estado de S.Paulo

11 Setembro 2017 | 19h23

CARACAS - Onze homens morreram após um confronto entre o Exército e um grupo armado no domingo, 10, no estado de Bolívar, na Venezuela. O Ministério Público do país divulgou a notícía hoje após iniciar as investigações.

O comunicado diz que, no domingo, funcionários do Exército Nacional Bolivariano faziam a vigilância na região de Tumeremo, no Estado de Bolívar, "devido à presença de uma organização armada".

Segundo o informe, durante o procedimento, os militares teriam sido surpreendidos por um grupo desconhecido, o que provocou uma troca de tiros. Como resultado, onze mortos e um oficial do Exército ferido. 

As investigações serão realizadas com o apoio da polícia científica venezuelana para identificar os cadáveres e determinar os responsáveis. 

Tumeremo é uma região no sul da Venezuela com grande presença de minerais, especialmente o ouro. Em março de 2016, grupos armados torturaram e enterraram 17 mineradores em fossas de cinco metros de profundidade. Ainda naquele ano, em outubro, dois cadáveres com vários disparos foram encontrados na região. / EFE

 

Mais conteúdo sobre:
Venezuela [América do Sul]

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.