Confronto entre policiais e cartel no México deixa pelo menos 45 mortos

Tiroteio ocorreu no violento Estado de Michoacán e as autoridades suspeitam do grupo Jalisco Nova Geração

O Estado de S. Paulo

22 de maio de 2015 | 19h48

CIDADE DO MÉXICO - Um tiroteio entre policiais federais e supostos membros de um cartel de drogas matou, nesta sexta-feira, pelo menos três agentes da Polícia Federal e 42 outras pessoas no conturbado Estado de Michoacán, no México, disseram funcionários do governo.

Homens armados cercaram um comboio policial por volta das 10 horas no horário local. O comboio policial estava em uma estrada rural em Tanhuato, um município de baixa densidade populacional, perto do Lago Chapala, que é uma área de resort na parte ocidental do México. "As forças federais repeliram a agressão", disse um dos funcionários.

O governador do Estado de Michoacán, Salvador Jara, disse à emissora de televisão Milenio que os atiradores pareciam ser membros do cartel Jalisco Nova Geração, uma rede de narcotráfico que entrou em conflito várias vezes com as forças federais nas últimas semanas, matando dezenas de agentes de segurança.

Os membros do gabinete de segurança do presidente Enrique Peña Nieto estão se dirigindo para a área para avaliar o incidente, disseram os funcionários. O número de mortos tem como base estimativas preliminares e pode mudar, acrescentaram. O governador Jara rejeitou fornecer informações adicionais. / AP

Tudo o que sabemos sobre:
Méxicotiroteiocartelmichoacán

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.