Confronto entre soldados turcos e rebeldes mata 21

Curdos foram mortos após terem emboscado um comboio militar

AE, Agência Estado

23 de agosto de 2012 | 09h53

DIYARBAKIR, TURQUIA - Um confronto entre rebeldes curdos e soldados da Turquia na madrugada desta quinta-feira, 23, deixou 21 pessoas mortas, disseram informantes das forças de segurança. 

Veja também:

linkMortos por confronto na fronteira turca chegam a 22

linkTurquia teme formação terrorista na fronteira com Síria

forum CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

Dezesseis integrantes do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (conhecido pela sigla PKK) foram mortos após terem emboscado um comboio militar, matando cinco soldados turcos.

O comboio foi atingido por quatro explosões simultâneas na província de Hakkari, próxima à fronteira com o Iraque. O atentado ocorreu em meio ao recente aumento da violência entre as forças de segurança e os rebeldes curdos que lutam por autonomia no sudeste da Turquia. O conflito deixou dezenas de milhares de pessoas mortas desde 1984.

A explosão de um carro-bomba na segunda-feira matou nove pessoas, quatro delas crianças, e feriu outras dezenas no sudeste da Turquia. Autoridades turcas culparam o PKK pelo atentado, mas o partido, que é proscrito, não assumiu a responsabilidade.

As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Turquiacurdosviolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.