Confronto mata 12 membros das Farc na Colômbia

As forças públicas da Colômbia mataram 12 membros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) neste domingo. Os oficiais também apreenderam armas e equipamentos informáticos, concluindo uma operação no noroeste do país.

AE, Agência Estado

13 de julho de 2014 | 23h13

A ação conjunta entre unidades militares e policiais tinha como objetivo encontrar o líder das Farc no bloco noroeste. A operação chegou ao fim em uma área rural do município de Vigia del Fuerte, a cerca de 250 quilômetros da capital Bogotá.

Em comunicado, o Comando Geral das forças militares informou que a operação apreendeu armas, dois computadores portáteis e sete memórias USB, entre outros dispositivos.

As autoridades não mencionaram o paradeiro do chefe das Farc Félix Antonio Muñoz, mais conhecido como Pastor Alape. O Departamento de Estado dos EUA oferece US$ 2,5 milhões por informações que levem à captura de Muñoz.

Na terça-feira serão retomadas, em Havana, as negociações entre o governo do presidente Juan Manuel Santos e as Farc. O objetivo das conversas é encerrar o longo conflito entre os dois lados. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Colômbiafarcconfronto

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.