Confronto mata 6 na Caxemira indiana

Rebeldes lutam pela independência da região ou por sua anexação ao território do vizinho Paquistão

Efe

31 de março de 2010 | 07h45

NOVA DÉLHI - Quatro suposto rebeldes e dois soldados da Índia morreram em um combate perto da Linha de Controle que separa a Caxemira indiana da paquistanesa, informou nesta quarta-feira, 31, uma fonte do Exército da Índia.

 

O tiroteio, que durou 18 horas, começou na noite de terça no distrito de Rajouri, na Caxemira indiana, segundo informações dadas pelo general Gurdeep Singh à agência indiana Ians. O combate se prolongou devido à escuridão e à densa floresta na região, cuja soberania é disputada por Índia e Paquistão desde a independência e partilha do subcontinente, no ano de 1947.

 

O Exército indiano assegurou na segunda-feira passada que cerca de 2.500 guerrilheiros querem invadir a Caxemira indiana, partindo do lado paquistanês da Linha de Controle, segundo a agência Ians. Na parte indiana da Caxemira atuam dezenas de grupos armados que reivindicam a independência da região ou sua anexação ao Paquistão.

 

Índia e Paquistão mantêm um desdobramento de centenas de milhares de soldados ao longo da fronteira em disputa, mas a melhora geral da situação de segurança na parte indiana levou o país a retirar cerca de 35 mil soldados nos últimos quinze meses.

Tudo o que sabemos sobre:
PaquistãoÍndiarebeldesCaxemira

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.