Confronto no Afeganistão deixa 39 mortos

Um confronto no Distrito de Bala Murghab, região oeste do Afeganistão, deixou 30 militantes islâmicos mortos. No embate com as tropas afegãs, apoiadas por forças internacionais, nove soldados morreram e quatro estão "desaparecidos", conforme comunicado do Ministério da Defesa. O confronto começou ontem no distrito, sobre o qual o governo afegão tem controle limitado, e só terminou hoje.

AE-AP, Agencia Estado

30 de maio de 2009 | 16h22

Em outra região, na província de Kunduz que fica ao norte do país, a explosão de uma bomba em uma estrada deixou ferido o governador Mohammad Omar, segundo informou seu porta-voz Ahmad Sami Yawar. Ele atribuiu o ataque aos "inimigos da paz e da segurança", termo usado frequentemente para se referir às milícias. A área era considerada mais segura que o sul e leste do Afeganistão, mas os militantes reforçaram os ataques nos últimos dois anos. São comuns os ataques de milícias islâmicas e de Talebans às autoridades afegãs.

O presidente Barack Obama está enviando mais 21 mil solados ao Afeganistão neste verão para reforçar o apoio aos cerca de 40 mil soldados que já estão no país.

Tudo o que sabemos sobre:
Afeganistãoconfrontomortes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.