Confronto no Afeganistão mata 12 militantes do Taleban

Tropas afegãs e internacionais entraram em um confronto com insurgentes do grupo fundamentalista Taleban que resultou na morte de pelo menos 12 militantes hoje na região central do Afeganistão. Forças da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) disseram que não podiam confirmar nenhuma morte durante os confrontos, mas um de seus soldados ficou ferido.

AE-AP, Agencia Estado

24 de abril de 2009 | 15h29

A batalha começou quando um comboio afegão foi emboscado por insurgentes no distrito de Chak, Província de Wardak, disse o chefe da polícia provincial, general Abdul Yamen Muzafaruddin. Como os confrontos duravam mais de uma hora, as forças internacionais pediram reforço aéreo, disse ele. Muzafaruddin disse que 12 corpos de militantes foram recolhidos até agora, mas que há relatos de que o número de mortos é de 18 ou mais. Nenhum soldado foi morto, embora um tenha ficado ferido, afirmou.

Uma grande explosão ecoou pelo vale durante os confrontos, segundo um repórter da Associated Press que estava no local. Um helicóptero médico foi visto, aparentemente levando o soldado afegão ferido do vale, que tornou-se o local de vários confrontos entre forças lideradas pelos Estados Unidos e os insurgentes. O governador de Wardak, Halim Fidai, confirmou a ocorrência da batalha e a classificou como um extenso confronto. Os confrontos na Província de Wardak, ao oeste da capital, tem se tornado mais violentos na medida em que militantes tentam desestabilizar as áreas ao redor de Cabul. O porta-voz das forças da Otan, Ludger Terbrueggen, confirmou a ocorrência do confronto e a existência de um ferido, mas disse que não recebeu relatos de mortos de qualquer um dos lados.

Tudo o que sabemos sobre:
AfeganistãoviolênciaTaleban

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.