Confronto no noroeste do Paquistão deixa pelo menos 25 mortos

Pelo menos 20 militantes e cinco soldados foram mortos durante um confronto entre as forças paquistanesas e um grupo de militantes nesta terça-feira no noroeste do Paquistão, afirmaram autoridades militares.

Reuters

14 de agosto de 2012 | 09h37

O conflito, que ocorreu na área de Ghaljo, na região tribal de Orakzai, no noroeste do país, começou quando militantes fizeram uma emboscada contra uma patrulha militar paquistanesa.

Autoridades disseram que 18 soldados ficaram feridos no ataque.

O número de mortos não pôde ser verificado de forma independente, e os militantes frequentemente contestam as estatísticas oficiais.

O Exército do Paquistão tem realizado operações contra militantes em Orakzai há meses.

Diversos grupos combatentes são ativos nas regiões tribais semiautônomas do noroeste do Paquistão, perto da fronteira com o Afeganistão, incluindo o Taliban do Paquistão, responsável por muitos dos bombardeios no país nos últimos anos.

(Reportagem de Hasan Mehmood, em Kalaya; reportagem adicional de Saud Mehsud, em Dera Ismail Khan, e de Ali Afzaal, em Parachinar)

Tudo o que sabemos sobre:
PAQUISTAOCONFRONTOMORTOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.