Confronto se intensifica no leste da Ucrânia, diz Otan

'A violência mudou de caráter e tem se intensificado na Ucrânia', afirma comandante militar da aliança, general Philip Breedlove

O Estado de S. Paulo

22 de janeiro de 2015 | 18h05

O confronto entre tropas ucranianas e rebeldes pró-Rússia está mais intenso do que nunca em certos locais, afirmou nesta quinta-feira um oficial do topo do comando da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan).

"A violência mudou de caráter e tem se intensificado na Ucrânia", afirmou o general Philip Breedlove na sede da Otan. Ele afirmou que o confronto voltou aos níveis anteriores ao cessar-fogo de 5 de setembro, negociado em Minsk. "E em alguns casos, está pior."

Breedlove, comandante da aliança na Europa, afirmou que não podia confirmar a acusação ucraniana de que 9 mil soldados russos entraram no país. No entanto, ele confirmou que a Otan detectou a presença de dispositivos militares russos na região. "No passado, a presença desses tipos de equipamento, como sistemas de defesa aérea e guerra eletrônica, prenunciou a chegada de tropas russas", disse. / Associated Press

Tudo o que sabemos sobre:
OtanUcrâniaRússia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.