Confrontos deixam 20 mortos no centro da Somália

Confrontos entre clãs rivais no centro da Somália, na região de Mudug, deixaram pelo menos 20 mortos, disseram hoje moradores. A maioria das vítimas era de membros de milícias. Há várias semanas têm ocorrido confrontos esporádicos entre os clãs Majerteen e Sa''ad pelo acesso à terra e à água. Os últimos incidentes começaram ontem.

AE, Agência Estado

07 de dezembro de 2010 | 15h02

Hassan Mohamud, morador da vila de Damerale, disse ter pedido calma, mas os moradores estão fugindo da área no entorno das vilas de Damerale e Docle Omane e mais homens armados estão chegando. Vinte e duas pessoas ficaram feridas nos confrontos, disse uma enfermeira no principal hospital em Galkayo, a capital provincial. A fonte pediu anonimato, temendo represálias.

A Somália não tem um governo central efetivo desde que um ditador socialista foi deposto, há quase 20 anos. O Ocidente atualmente ajuda uma missão da União Africana de oito mil soldados que protegem a capital do país, Mogadiscio. A administração local sofre ataques diários de insurgentes islamitas e não consegue suprir a população somali com serviços básicos nem com segurança. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Somáliaconfrontosmortes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.