Confrontos deixam 20 mortos no Egito, diz governo

O Ministério da Saúde do Egito afirmou nesta segunda-feira que subiu para 20 o número de mortos nos confrontos entre manifestantes e a polícia na Praça Tahrir, no Cairo, informou a TV estatal. Pelo terceiro dia consecutivo, policiais e manifestantes se confrontam na capital do país.

AE, Agência Estado

21 de novembro de 2011 | 09h34

Os confrontos entre as forças de segurança e os manifestantes que exigem o fim do regime militar entraram em seu terceiro dia nesta segunda-feira. O número de pessoas concentradas no meio da manhã aumenta na Praça Tahrir, centro simbólico das manifestações que derrubaram o ditador Hosni Mubarak em fevereiro.

Centenas de pessoas se feriram nos confrontos nos últimos dias. Os militares falam em entregar o poder em uma data não definida no fim de 2012 ou no início de 2013, mas os manifestantes exigem um prazo claro e uma solução mais rápida para a questão. As informações são da Dow Jones e da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Egitopolíticaviolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.