Confrontos deixam 4 oficiais e 11 rebeldes mortos no Afeganistão

Quinze pessoas morreram, entre elas quatro policiais, em um confronto entre forças de segurança e supostos rebeldes talibãs na região sul do Afeganistão, informou hoje à EFE o porta-voz do Governo provincial.Segundo explicou Dawoud Ahmadi, porta-voz da administração da conflituosa província de Kandahar, o incidente ocorreu neste sábado por volta do meio-dia no distrito de Panjwayee, cerca de 35 quilômetros a oeste de Kandahar, envolta em problemas de segurança."A Polícia estava desenvolvendo uma operação de limpeza em Panjwayee, já que tinha recebido informações de que na zona tinha se reunido um grupo de inimigos do Afeganistão (termo utilizado habitualmente para designar os talibãs)", disse Ahmadi.Os agentes foram a uma área chamada de Zangiabad, e ali "se encontraram com um grupo de inimigos, com as partes abrindo fogo".Ahmadi relatou que "durante o enfrentamento, que se prolongou por várias horas, quatro policiais foram mortos e outros quatro ficaram feridos, enquanto onze membros das forças inimigas também morreram"."A operação de limpeza na área continua", acrescentou o porta-voz. Ontem, outros sete afegãos ficaram feridos, entre eles quatro policiais, na explosão de uma bomba na província de Baghlan, no norte do país. O fato aconteceu no início da manhã na cidade de Mratizh, no centro de Baghlan, quando uma bomba explodiu durante a passagem de um veículo da força internacional Isaf, dependente da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), sem, no entanto, atingiram um ocupante.Posteriormente, quando os agentes chegaram à região, uma segunda bomba foi detonada, ferindo sete pessoas, quatro oficiais e três civis.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.