EFE/Balaskas Stratis
EFE/Balaskas Stratis

Confrontos entre refugiados afegãos e paquistaneses deixam 15 feridos na Grécia

Afegãos acusam paquistaneses de roubos e de incomodar as mulheres, e são acusados de querer controlar o local com práticas mafiosas

O Estado de S. Paulo

02 Junho 2016 | 11h27

ATENAS - Confrontos entre refugiados afegãos e paquistaneses deixaram 15 pessoas feridas na noite de quarta-feira no acampamento de Moria, na ilha grega de Lesbos. Três delas tiveram que ser hospitalizadas.

Os confrontos duraram cerca de uma hora, até que as forças de segurança conseguiram acalmar a situação, informou uma fonte da Polícia grega.

Segundo a imprensa local, os afegãos de Moria acusam os paquistaneses de roubos e de incomodar as mulheres, enquanto os paquistaneses asseguram que os afegãos querem controlar o acampamento com práticas mafiosas.

Durante os enfrentamentos, teve início um incêndio que destruiu 11 tendas, algumas das quais continham roupa e cobertores que o Alto Comissariado da ONU para Refugiados (Acnur) havia levado para distribuir entre os refugiados.

Um número elevado de imigrantes, em sua maioria famílias com crianças, deixaram o acampamento após os distúrbios e passaram a noite no campo ou foram para a cidade de Mitilene.

A Polícia afirmou que todos os que saíram são refugiados que têm liberdade de movimentos, pois passaram-se os 25 dias de detenção previstos pela lei para quem aguarda a decisão do serviço de asilo sobre seus pedidos. /EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.