Confrontos entre rivais na Síria deixam 7 mil mortos

Cerca de 7 mil pessoas, em sua maioria rebeldes que lutam para depor o presidente da Síria, Bashar Assad, morreram durante conflitos entre grupos islâmicos rivais no norte do país, que é controlado pela oposição, segundo o Observatório Sírio para os Direitos Humanos, com sede em Londres.

Agência Estado

29 de junho de 2014 | 11h13

De acordo com a organização, seus ativistas levantaram os nomes de 5.641 rebeldes que foram mortos nos confrontos. Os nomes de outros 1,2 mil combatentes ainda não foram confirmados.

O total de vítimas fatais inclui ainda 650 civis mortos em meio a combates entre a Frente Nusra, ligada à Al Qaeda, e o grupo rival Estado Islâmico do Iraque e do Levante (EIIL), informou a entidade. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Síriaviolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.