Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Confrontos explodem em Teerã

Confrontos explodiram neste sábado no centro de Teerã entre conservadores e partidários de um importante dissidente pouco depois de o presidente do Irã, Mohammad Khatami, ter alertado que interpretações extremistas da lei islâmica ameaçavam a liberdade e a vigência da democracia no país."A revolução pertence a todos os iranianos e ninguém tem o direito de utilizá-la em benefício próprio. A má representação do islã e sua utilização em favor de tendências estreitas, obscuras e não-democráticas estão ameaçando o país", disse Khatami num discurso para comemorar o 22º aniversário da Revolução Islâmica, ocorrida em 1979.Logo após seu discurso, manifestantes de linha dura entraram em choque com partidários de Heshmatollah Tabarzadi, chefe da agremiação política iraniana Frente Democrática Popular. Apesar de os confrontos não representarem uma reação direta ao pronunciamento de Khatami, eles sinalizavam a crescente oposição ao governo conservador no Irã.Os partidários de Tabarzadi reuniram-se no Parque Laleh, no centro de Teerã, na manhã de hoje e acabaram encontrando-se com seguidores do grupo conservador Ansar-e-Hezbolah (partidários de Deus). Dezenas de policiais tentaram separar as duas facções. A polícia prendeu mais de 50 seguidores de Tabazardi.

Agencia Estado,

10 de fevereiro de 2001 | 15h57

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.