Confrontos ferem mais de mil no Cairo

Mais de mil pessoas ficaram feridas em choques entre manifestantes e policiais no Cairo que começaram na noite de terça-feira e continuaram ontem. Os confrontos iniciaram-se depois que supostos parentes das vítimas da revolução que acabou com o regime de Hosni Mubarak foram atacados e detidos após serem proibidos de participar de um ato de homenagem aos mártires dos protestos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.