Confrontos já obrigaram 200 mil a fugir, diz ONU

As Nações Unidas anunciaram ontem que 200 mil pessoas foram obrigadas a abandonar suas casas no norte da República Democrática do Congo (Ex-Zaire), por causa dos conflitos entre o Exército e militantes leais ao ex-general Laurent Nkunda. O Conselho de Segurança da ONU deve autorizar o envio de forças especiais e armamentos sofisticados (como aviões não tripulados) para a região. O reforço ajudaria a missão da ONU no país - a maior do mundo - a lidar com a violência e proteger os civis.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.