Confrontos marcam última fase de eleição na Caxemira

Centenas de manifestantes gritando slogans a favor da independência entraram em confronto hoje com policiais na principal cidade da Caxemira indiana, no último dia de votação nas eleições estatais. Ao menos nove pessoas ficaram feridas quando as tropas jogaram bombas de gás lacrimogêneo para tentar interromper a marcha dos manifestantes até o centro de Srinagar, informou um policial, que não quis ser identificado. Separatistas instaram os moradores a protestar e boicotar a votação, afirmando que as eleições irão apenas fortalecer o controle da Índia na região. O sentimento anti-Índia está forte na Caxemira, onde a maioria das pessoas é a favor da independência ou de uma fusão com o Paquistão. A Caxemira é dividida entre Índia e Paquistão e disputada por ambos.As eleições, iniciadas em 17 de novembro, foram realizadas em sete etapas. Os resultados devem ser anunciados em 28 de novembro. As primeiras etapas de votação ocorreram, no geral, pacificamente, com mais de 60% de participantes, um porcentual acima do esperado. Já hoje, a votação atraía poucos participantes em Srinagar, onde autoridades proibiram encontros de mais de cinco pessoas para evitar possíveis protestos contra a Índia, informou o policial. Os soldados também bloquearam vizinhanças com barreiras de aço e arame farpado. Tropas do governo usando coletes à prova de bala e carregando rifles patrulhavam as ruas e faziam a segurança dos postos de votação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.