Confrontos matam 43 pessoas na capital da Somália

As tropas do governo da Somália, com apoio de tropas de paz da União Africana (UA), entraram em confronto com rebeldes neste domingo, deixando pelo menos 43 mortos no norte de Mogadíscio, segundo residentes e autoridades locais. O governo somali e mais de 4.300 militares da União Africana (Amisom) não conseguiram controlar os redutos rebeldes em Mogadíscio e outras regiões da nação do Chifre da África, apesar do apoio e treinamento internacional. As informações são de agências internacionais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.