Confrontos matam mais 24 sírios no norte do país

Forças de segurança da Síria teriam matado ontem 17 pessoas, enquanto rebeldes que lutam contra o regime de Bashar Assad supostamente teriam matado 7 policiais em uma emboscada. As informações são de grupos de defesa dos direitos humanos que atuam em território sírio e elas vêm à tona um dia após a ONU afirmar que já chega a 5 mil o número de mortos na Síria em nove meses de crise política.

O Estado de S.Paulo

14 de dezembro de 2011 | 03h02

Os confrontos de ontem concentraram-se na Província de Idlib, perto da fronteira com a Turquia. No mais sangrento incidente contra civis, manifestantes da cidade de Kfar Yahmour foram duramente reprimidos após atear fogo a pneus e organizar uma marcha anti-Assad. Nove pessoas teriam morrido após tropas do regime abrirem fogo.

Ainda ontem, O Departamento de Estado americano pediu à Rússia que apoie uma resolução do Conselho de Segurança contra a Síria, após a divulgação do relatório sobre o aumento do número de mortos pela repressão do regime Assad. / REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.