REUTERS/Danish Ismail
REUTERS/Danish Ismail

Confrontos na Caxemira indiana deixam pelo menos quatro mortos

Confronto entre manifestantes e forças de segurança no distrito de Budgam teria ocorrido após um episódio de lançamento de pedras contra autoridades; várias pessoas ficaram feridas, segundo porta-voz da polícia

O Estado de S. Paulo

16 Agosto 2016 | 10h55

NOVA DÉLHI - Pelo menos quatro manifestantes morreram e um quantidade indeterminada de pessoas se feriu nesta terça-feira, 16, durante um confronto com as forças de segurança na conflituosa Caxemira indiana, palco de um surto de violência há mais de um mês.

O incidente ocorreu durante a manhã no distrito de Budgam, quando as forças de segurança responderam ao lançamento de pedras dos manifestantes, explicou um porta-voz da central de polícia na Caxemira (noroeste), que pediu o anonimato. Além dos quatro mortos, "muitas pessoas ficaram feridas", acrescentou a fonte que não pôde dar um número exato.

Este enfrentamento acontece depois que na segunda-feira, durante a simbólica jornada nacional de celebrações do Dia da Independência, pelo menos dois insurgentes e um membro das forças de segurança indianas morreram em dois incidentes.

A Caxemira é a única região indiana com maioria muçulmana e foi o desencadeante de duas guerras e vários conflitos menores entre a Índia e Paquistão, que reivindica sua soberania desde a partilha do subcontinente em 1947 após sua independência do Império britânico.

Há mais de um mês a região vive um surto de violência que já deixou cerca de 60 mortos e milhares de feridos, e ocorreu após a morte em 8 de julho de um conhecido separatista caxemiriano por parte das forças de segurança indianas. / EFE

Mais conteúdo sobre:
ÍndiaPaquistão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.