Confrontos na cidade nigeriana de Jos matam 22

Ao menos 22 pessoas morreram em confrontos entre jovens cristãos e muçulmanos e forças de segurança na cidade nigeriana de Jos nesta quinta-feira, afirmou um funcionário do necrotério local, no segundo dia de violência nesta semana.

REUTERS

01 Setembro 2011 | 20h53

"Houve confrontos na área de Dusu Uku... entre jovens cristãos e muçulmanos. Não temos certeza sobre o que aconteceu, mas em algum momento as forças de segurança se envolveram", disse à Reuters por telefone Mohammed Kabiro, que trabalha no necrotério central para onde os corpos foram enviados.

"Até agora recebemos 22 mortos aqui no necrotério, a maioria jovens, mas nos disseram que há mais por vir", ele disse, acrescentando que a maioria dos corpos que ele viu tinha ferimentos de tiros.

O porta-voz para a Força-Tarefa Militar Conjunta responsável pela segurança em Jos, capitão Charles Eckeocha, disse que não tinha informações sobre o número de vítimas.

"Não tenho os detalhes do que aconteceu, exceto de alguns de nossos soldados que foram baleados e feridos. Pedimos reforços e eles chegaram. A situação está calma agora", disse.

Treze pessoas morreram em confrontos entre jovens cristãos e muçulmanos que celebravam o festival Eid-al-Fitr em Jos na segunda-feira, informou o Exército.

Não estava claro se essa última onda de violência estava ligada àquele incidente.

Jos, entre o norte muçulmano e o vasto sul cristão, é, às vezes, o centro de tensões sectárias e étnicas entre as duas fés.

(Reportagem de Buhari Bello)

Mais conteúdo sobre:
NIGERIACONFRONTOSJOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.