Confrontos no Iêmen deixam 38 mortos

SANAA

, O Estado de S.Paulo

25 de maio de 2011 | 00h00

Confrontos entre tribos que lutam contra o regime do presidente do Iêmen, Ali Abdullah Saleh, e forças do governo deixaram ontem ao menos 38 mortos na capital, Sanaa, informaram fontes médicas e de segurança. Ao menos 14 soldados morreram e outros 20 estão desaparecidos, disse anonimamente um oficial. Segundo funcionários de um hospital, 24 membros de tribos também foram mortos.

Um dia após Saleh recusar-se novamente a assinar um acordo para deixar o governo, os EUA, seus aliados árabes e europeus afirmaram que estudam cortar a ajuda econômica e militar ao país. A informação foi dada por John Brennan, assessor para assuntos de segurança nacional e contraterrorismo dos EUA. / AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.