Confrontos no Paquistão deixam pelo menos 60 mortos

Conflitos entre membros de tribos paquistanesas e militantes estrangeiros supostamente ligados à Al-Qaeda deixaram pelo menos 60 pessoas mortas, segundo informações concedidas por militares nesta quarta-feira, 4.Tribos locais se rebelaram contra estrangeiros que vivem no sul de Waziristan no dia 19 de março. O governo do Paquistão diz que a violência mostra que o Paquistão está vencendo na luta contra terrorismo internacional.Cerca de 50 mortos nas últimas 24 horas por conta do conflito são do Uzbequistão, segundo três funcionários de segurança do país. Mais dez membros de tribos e um soldado também morreram.Os funcionários não se identificaram para ter identidade preservada, uma vez que não foram autorizados a das entrevistas.O governo já divulgou um estudo dizendo que mais 250 pessoas morreram em confrontos no país e maioria é do Uzbequistão e da Chechênia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.